DIÁRIO DA COPA Jogo 4 – algumas lições:

Diário atrasado…  Compreensível, fomos espremer uma laranja e ela nos engoliu. Um suco azedo pra caramba que desceu amargo goela abaixo! Não foi a melhor experiência da minha vida, porém longe de ser a pior, caso fosse uma eliminação nas semi-finais por aquele país azul e branco pilotoado por um certo baixinho –  muito mais marrento que o nosso – com barba grisalha, ar de pastelão e brinco de diamante na orelha…

O fato é que todos já sabíamos. Como um doente terminal: a gente sabe que ele se vai, mas não sabe quando e no canto esquerdo do peito bate uma esperança tão burra quanto teimosa de que um milagre aconteça… Aí a gente faz a nossa parte… Visita, reza,  investe, acredita porque seria doloroso demais jamais acreditar…

Mas cá pra nós, penso na incoerência da coerência. Se era coerente ter experiência e se, no auge da disciplina bastava um dedinho de inspiração, porque levar o inspirado à meia-bomba? Num certo momento ouvi um ocmentarista dizer que estávamos dependendo de um lampejo da genialidade do camisa 10. Oras, teria sido muito melhor esquecer um pouco do comando e carregar mais na alegria do talento.

Moral da história: Nunca a disciplina vencerá o talento. No máximo, disciplina e obediência podem potencializar o talento, mas jamais o superar… De repente ver a alegria ser substituída por uma expressão tão ríspida e um dedo em riste, era a prova que o ânimo do mestre contamina o discípulo – talento sem compreensão é vão…

Temos que ter calma com os geniais, nenhum gênio é 100% normal.

Temos que ter fé na juventude, eles estão loucos par anos mostrar o quanto podem.

Experiência não dá equilíbrio emocional a ninguém

Não se acredita nos outros, baseando-se no que somos ou fomos.

Não confie em músculos exaustos, púbis dolorido, coxa lesionada. Por mais talentosos que sejam os pés e por mais fiel  que lhe seja a mente que anima esse corpo…

Time é química, quase uma alquimia

Jogar pros lados nunca trouxe gol…

Jabulani puniu aqueles que lhe ajeitaram na rede com as mãos…

Talento sem himidade é só arrogância.

Talento sem inteligência é farsa.

Fomos patos com laranja porque faltou um ganso?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: